Revista Eletrönica Null / EMagazine Null

A Revista com a escrita certa do Brasil e do Mundo para bons leitores brasileiros e estrangeiros. / Die Zeitschrift schriftlich mit einigen von Brasilien und der ganzen Welt für gute Leser Brasilianer und Ausländer.

Museu em Weimar inaugura exposição permanente sobre Goethe.

 

Mostra sobre a vida e obra do mais importante escritor alemão deve ficar aberta ao público por pelo menos dez anos. Amor e erotismo, tanto na literatura quanto na vida privada de Goethe, compõem um capítulo da exposição.

O Museu Nacional Goethe, em Weimar, abriu na última segunda-feira (27/08) a aguardada mostra sobre a vida e obra de Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832).

A exposição detalha, através de mais de 500 objetos, como era a vida por volta do ano de 1800 e a importância de Goethe no caminho para a Modernidade, diz Wolfgang Holler, diretor-geral de museus da Fundação Klassik. Ele lembra que nenhum outro escritor alemão foi tão estudado quanto Goethe.

A reforma do prédio onde fica o museu e a montagem da exposição permanente custaram em torno de 3,2 milhões de euros. O museu em Weimar é visitado anualmente por cerca de 160 mil pessoas de todo o mundo, em busca dos rastros do poeta, que nasceu no dia 28 de agosto, há 263 anos, em Frankfurt.

 


Mostra em Weimar: bustos do escritor

Para leigos e especialistas

O conceito da nova exposição permanente, que poderá ser visitada pelo menos nos próximos dez anos, tem por meta incitar a curiosidade de leigos e servir também de apoio a especialistas.

A mostra ocupa um espaço de 800 metros quadrados e está dividida em 11 vertentes temáticas, como gênio, violência, mundo, amor, natureza, lembrança e arte, além de uma “Galeria Fausto”, que propiciam uma espécie de viagem no tempo rumo à época em que Goethe viveu. “Não podemos tratar Goethe como um bem de arquivo, mas precisamos tê-lo como interlocutor”, fala o secretário de Cultura do estado alemão da Turíngia, Christoph Matschie.

O título da mostra, Lebensfluten – Tatensturm (Avalanches de vida – tempestade de ações), remete a uma cena do Fausto. A mostra reúne objetos pessoais do poeta, como por exemplo suspensórios, um casaco e a última garrafa da qual ingeriu medicamentos antes de morrer. Muitas dessas peças tiveram que ser restauradas.

Vida amorosa

O amor e o erotismo compõem um capítulo da exposição, tanto como tema na literatura do escritor quanto em sua vida privada, nas referências a suas amadas Friederike Brion, Charlotte von Stein, Christiane Vulpius e Ulrike von Levetzow, entre outras. O visitante pode acompanhar a vida afetiva do poeta através de cartas e imagens com mensagens de amor.

 

Museu Nacional Goethe em Weimar: atração turística da cidade

Por fim, a Galeria Fausto apresenta um repertório multimídia com abordagem interativa. Com a nova apresentação do material do museu, seus mentores pretendem atingir “uma ampla gama de visitantes e leitores”, diz o diretor Holler.

Goethe nasceu em Frankfurt, mas viveu a partir de 1775 até a sua morte em Weimar. Ele é considerado a personalidade mais marcante da literatura clássica alemã.

Fonte: Deutsche welle

por Cláudio Barbosa

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Principais acessados

  • Nenhum

Revista Eletrönica Null

Revista Eletrönica Null

Digite seu e-mail para receber notificações em seu correio eletrônico.

Junte-se a 126 outros seguidores

Sally's Serenity Spot

My Spiritual Journey

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d blogueiros gostam disto: