Revista Eletrönica Null / EMagazine Null

A Revista com a escrita certa do Brasil e do Mundo para bons leitores brasileiros e estrangeiros. / Die Zeitschrift schriftlich mit einigen von Brasilien und der ganzen Welt für gute Leser Brasilianer und Ausländer.

Quarteto e pianista, “Vokalzeit”, de Berlim – Alemanha, faz sucesso em Rádio do Rio de Janeiro e concede uma entrevista exclusiva para a Revista Eletrônica Fatos. Além de seguir com Tour Clássico pelo Brasil.

 

O Quarteto vocal e o pianista, “Vokalzeit”, de Berlim da Alemanha se apresentou na MEC FM , ontem, quinta-feira, dia 19 de julho, às 17h, com transmissão ao vivo, diretamente do Estúdio Sinfônico da emissora. No programa do quarteto de vozes masculinas, foi apresentadas as músicas dos períodos clássico e romântico, além de canções populares típicas alemãs. O Quarteto composto pelos cantores Jan Rammers, Joachim Vogt, Michael Timm e Oliver Gawlik, acompanhados pelo pianista Philip Mayers , interpretam composições de Franz Schubert, Johann Sebastian Bach, Georg Friedrich Händel, Fanny Mendelssohn Hensel, Felix Mendelssohn Bartholdy, Johannes Brahms, Friedrich Silcher e Carl Loewe. O grupo foi  formado em Berlim, na Alemanha e tem sido o maior sucesso na Europa. Já fizeram muitas apresentações no continente estão na América Latina com Tour pelo Brasil. Na primeira temporada no Brasil, em junho de 2008, o grupo Vokalzeit percorreu diversas cidades e também fez sua estreia na MEC FM, ao participar de um programa especial aberto ao público. Este ano, com o patrocínio da Brasil Underber e a realização do Ministério da Cultura e Artinvest, o Vokalzeit vem ao Brasil novamente. E agora, em julho de 2012, além do Rio de Janeiro, que se apresentarão na Rádio do Rio, em Petrópolis e Nova Friburgo, os cantores estarão também em São Paulo, Porto Alegre, Blumenau e Vitória. A programação segue até o fim do mês.


A Revista Eletrônica Fatos esteve com o grupo no dia (19/07), e fez uma entrevista exclusiva com os tenores e o pianista.  Vokalzeit contou um pouco sobre a trajetória do grupo vocal com o pianista. Além das apresentações que tem sido um sucesso mundial. O grupo ainda vai se apresentar em alguns municípios do Rio, e já contam com um enorme público amante de música clássica, européia, romântica e típicas folclóricas da Alemanha.


O grupo vocal, já gravou quatro CDs. Além do repertório tradicional, como o lied alemão e obras de compositores clássicos, e das canções folclóricas alemãs, o grupo canta divertidas paródias de músicas clássicas, com arranjos feitos especialmente para o quarteto de vozes masculinas. Assim, oVokalzeit cruza fronteiras entre o erudito e o popular, passeando por diversos gêneros e épocas.

  • Entrevista do Vokalzeit para Unitevê:

Entrevista exclusiva do grupo de Berlim – Alemanha “Vokalzeit” para a Revista Eletrônica Fatos na Rádio MEC FM:

  • (R.E- Fatos) : Por que o nome “VokalZeit” para o grupo?

Vokalzeit: “Zeit” em alemão quer dizer “Tempo”. Então “Tempo para Cantar”. Escolhemos porque gostamos do nome. Primeiro pelo vocal, e depois, tempo para aproveitar as vozes.

  • (R.E- Fatos) : Sabemos que a Alemanha é extremamente importante quando se trata de música clássica, porque é o berço  do Clássico com Brahms, Sebastian Bach e Beethoven. Conte-nos um pouco sobre a paixão por música clássica.

Vokalzeit: No ano passado, completamos 10 anos. A nossa primeira apresentação foi naCatedral de Berlim. Somos de Berlim. A ideia  do grupo foi em homenagem ao compositor alemão Albert Lortzing. E foi um concerto que fizemos muito importante porque tínhamos vontade de fazer mais de um concerto. Tivemos que buscar o repertório e foi um trabalho muito intenso. No nosso concerto inicial não tínhamos certeza de que as vozes poderiam dar certo juntas. Mas o sucesso foi tão grande que resolvemos continuar com “um Quarteto”. É um “Quarteto com um Pianista”.

  • (R.E- Fatos): Como se reuniram? São amigos? ou a histórias de vocês são parecidas porque são tenores?. Porém tem o pianista?

Vokalzeit: “São cinco perguntas diferentes (risos )”, diz Philip. Oliver: ”Sempre fui músico e nunca pensei em fazer outra coisa. Já toquei violino, bateria, baixo, guitarra elétrica e outros instrumentos em uma banda. E depois disso tudo, de repente, comecei a cantar”, frisa. Michel “Minha ideia inicial era ser professor. Primeiro veio trombone e depois, o vocal”, esclarece. Philip, o pianista, é de um lugar diferente: “Não sou alemão, sou da Austrália. Tenho uma história muito diferente. Eu fui criado em uma fazenda de abacaxis, na Austrália. Minha família gostaria que eu fosse fazendeiro de abacaxis. Mas eu quis ser pianista. Por isso fui para a Alemanha”, conta. Todos são membros de um grande coral:“Coral Sinfônico da Rádio de Berlim”. “Somos todos membros.”, afirmaram.

  • (R.E- Fatos): Qual é a expectativa para o público ouvinte? E para a apresentação de hoje?

Vokalzeit: Oliver ”Gosto de música latina americana rítmica, percebo pela fisionomia das pessoas, e pela reação do público, não somente hoje, pois já estive na América do Sul anteriormente. O publico latino gosta de música europeia e música clássica europeia. Além de tudo, gosta de Bach, Schubert, Brahms, Beethoven, etc.”, explica o tenor.

  • (R.E- Fatos) : Locais que já se apresentaram no exterior. Cite-nos alguns?

Vokalzeit:  “Temos uma lista”, afirma Philip, o pianista. “Temos viajado por tantos países, e vendo que nenhum país é melhor que outro, porque as reações são sempre positivas. Estive na Venezuela faz dois anos atrás, e foi um sucesso enorme. Eu não posso dizer que a Venezuela é o lugar mais importante, pois temos o Brasil que possui diferenças fantásticas como na Europa.”, diz Oliver, o tenor.

  • (R.E- Fatos): E sobre o repertório, o que nos conta da 1ª parte Clássica, e da 2ª parte músicas típicas alemãs?

Vokalzeit: “Gostamos dos dois repertórios. Tanto o clássico quanto o típico folclórico alemão. Achamos que fazer uma parte clássica e outra folclórica faz com que o programa fique mais redondo, ou seja, mais acessível. Somos cantores profissionais e terceirizados para repertório de música clássica. E também, gostamos de cantar o repertório folclórico porque faz bem ao público. Existe o ditado famoso de Bennstein “Não existe música séria e nem música leve. Existe música boa”. As tradições germânicas incluem músicas barrocas, clássicas, românticas, e também esse tipo de música que fazemos questão de mostrar as origens de uma maneira global.”, destaca os músicos de Berlim.

  • (R.E- Fatos): Considerações finais para o ouvinte brasileiro e o público expectador que ouvirão nas próximas apresentações?

Vokalzeit: “Apesar de imaginar que 80% do público não entendem as palavras que estamos cantando, gostamos de ver a participação visual, o sorriso, a alegria e a concentração das pessoas que nos acompanham e apreciam a nossa música.”, conclui os vocais Vokalzeit.

  • Vokalzeit –“Quatro solista mais um no Piano”
  1. Hans-Christian Braun, Tenor
  2. Joachim Vogt, Tenor
  3. Michael Timm, Tenor
  4. Oliver Gawlik, Tenor
  5. Philip Mayers, Piano
  • O Início e sucesso em Berlim.

Foi em 23 de outubro de 2001, e muito oportunamente no Batismo e Casamento Capela da Catedral de Berlim, que quatro membros do Coro da cidade Rádio prestigiada batizaram seu próprio quarteto vocal.

A ocasião era o aniversário de 200 anos do cantor alemão e compositor Albert Lortzing – e em honra de sua memória os quatro prometeu prosseguir a sua paixão pela música de câmara vocal em suas diversas formas, tendo sua inspiração do período romântico, a musical do povo de Berlim e tradicionais músicas alemãs.

Os quatro também compartilham um amor de sempre-vivas e chansons e da música e estilo de The Comedian Harmonists – tudo o que se deleitam em infusão com as suas próprias interpretações pessoais, seja por meio de letras ou arranjos musicais.

Como resultado, eles já foram chamados várias vezes para executar para os presidentes alemães Johannes Rau e Horst Köhler em Charlottenburg de Berlim e Palácios Bellevue – e em termos menos formais – Vokalzeit cantam seus corações onde quer que consigam um pé na porta – em Berlim e além.

Esta brincadeira levou ao desenvolvimento de suas paródias clássicos que trazem texto e significado inesperado para peças tradicionalmente instrumental – na maioria das vezes tongue-in-cheek. Assim Vokalzeit estabeleceu-se como um ato de liderança na capital alemã, movendo-se entre os gêneros com facilidade e grande imaginação.

O quarteto adora procurar improváveis ou pouco conhecidas histórias e curiosidades e um dizer de forma não-ortodoxas. Um favorito é como Quinta Sinfonia de Beethoven que ajudou a pavimentar o caminho para a invenção do pino de roupas. Vokalzeit canta as coisas da vida, de grandes homens e mulheres bonitas, dos insetos, com personalidade e banhos de expedições, e tudo isso com um objetivo em mente: entretenimento excepcional através de um desempenho excepcional.

  • Biografia de alguns integrantes do Grupo  (Vokalzeit -Tempos Vocais)
  • Joachim Vogt

Joachim Vogt vem de Dittersbach no que é hoje a República Checa. Após completar os estudos em música e alemão, ele passou a ter uma licenciatura em voz clássica na Academia de Música “Hanns Eisler” em Berlim. Já como estudante, ele conseguiu um trabalho com o Coro da Rádio de Berlim, e ao mesmo tempo, começou a construir uma reputação como um vocalista conjunto (“lipsiensis Capella”, “Berliner Solisten”), um vocalista convidado no Estado de Berlim e óperas cômicas, e como intérprete principal de contemporâneos obras vocais. Ele também passou vários anos como chefe do Departamento de Voz da Escola de Händel, em Berlim. Joachim Vogt também canta a cada temporada com o Coro Festival de Bayreuth.

  • Michael Timm

Michael Timm nasceu em Gütersloh, no oeste da Alemanha. Ele estudou música e voz em Detmold (Westfalia) e Freiburg im Breisgau. Posteriormente, ele trabalhou como cantora freelance (com, entre outros, os coros e WDR RIAS), ele juntou-se ao Coro da Rádio de Berlim, em 1991. Michael Timm é caracterizado por uma grande versatilidade em seu trabalho e é confortável tanto como vocalista de câmara e solista; seus compromissos de concertos incluíram atuações com a Orquestra Filarmónica de Berlim, o alemão Symphony Orchestra, a Orquestra Sinfônica da Rádio e, mais recentemente no Festival de Páscoa em Salzburgo em 2006.

  • Oliver Gawlik

Oliver Gawlik começou sua carreira cantando no início de coros juvenis do Estado e da catedral de Berlim em sua terra nativa. Ele passou a estudar música na Universidade da cidade das Artes (UdK), após a qual ele trabalhava como intérprete freelance – predominantemente com a Câmara RIAS Coro e do Coro SDR. De 1994-96 ele era parte da empresa em Comic Opera de Berlim, após o que ingressou no Coro da Rádio de Berlim. Oliver Gawlik trabalha como cantor de concertos e faz parte de vários renomados conjuntos vocais.

  • OS CDs
  • Paródias clássicos
  • O perfeito Anti-Depressivo

Se os meses de inverno escuro e triste encontrá-lo em um pouco estado depressivo, então Coviello tem o remédio perfeito com este CD – a garantia de trabalhar rápido, e sem efeitos colaterais adversos! O conjunto vocal sediado em Berlim Vokalzeit tem investigado o tesouro rico de humor e paródias clássicas favoritas selecionadas em um CD altamente agradável. Junto com o burlesco maravilhosas Lortzing Albert de abertura de Mozart Flauta Mágica, eles incluíram um número de menos conhecidas jóias clássicas para o seu prazer a sua audição. Coviello Classics 50604, DDD, 2006

  • Fanny Hensel, Jornada Italiana
  • Um álbum de férias Musical.

Foi em 1839 que o pianista e compositor alemão Fanny Hensel (irmã de Felix Mendelssohn) e seu marido, o pintor Wilhelm Hensel, partiu em uma viagem há muito esperada para a Itália, que passaram a gravar de uma forma muito pessoal. Para cada um dos seus recém-compostas peças “italiana” , seu marido desde uma ilustração que o acompanha, que reuniu em um álbum de viagem única. Originalmente destinado apenas para a família imediata, o álbum foi tão amorosamente juntos e realizado que encontrou seu caminho para círculos mais amplos – e um lamenta não ter sido ao longo da viagem. Coviello Classics 50505, Hybrid SACD, DDD, 2005

  • Programa
  • Parte 1 – Ciclo Romãntico
  • Franz Schubert (1797 -1828)

1-    Di Forelle Op. 82
2-    Heidenröslein Op.3 Nr 3
3-    Der Lindenbaum

  • Johann Sebastian Bach (1685-1850)

1-    Air
2-    BWV 1068, 2

  • Georg Friedrich Händel

1-    ,Ombra mai fu”, da ópera Xerxes
2-    Felix Mendelssohn Bartholdy
3-    Quero que meu amor flua

  • Johannes Brahms

4-    Das Canções Folclóricas Alemãs
5-    Wach auf mein Herzens Schöne
6-    Erlaube mir, fein’s Mädchen
7-    Die Sonne scheint nicht mehr

  • Friedrich Silcher

8-    Die Loreley
9-    Untreue

  • Parte 2 – Canções populares típicas alemães.

1-    Wochenend und Sonnenschein (Final de Semana com sol)
2-    Eine kleine Frühlingsweise (Uma pequena primavera)
3-    Veronika, der Lenz ist da (Veronika, a primavera é aqui)
4-    Ich küsse Ihre Hand Madame (eu beijaria sua mão Madame)
5-    Ich wollt, ich wär ein Huhn (Eu gostaria de ser uma galinha)
6-    Kauf dir einen bunten Luftballon (Compre um balão colorido)
7-    Hannelore, lass uns ins Kino gehen (Hannelore, vamos ao cinema)
8-    In einer kleinen Konditorei (Em uma pequena loja de pastelaria)
9-    Das Schlossgespenst von Canterville (O Fantasma de Canterville Goofy)
10-    Mein kleiner grüner Kaktus (Meu pequeno Cacto)

  • Novas apresentações:
  • Rio de Janeiro
  • 20/07 sexta-feira 20h – Theatro Municipal de Petrópolis.

Endereço: Praça Expedicionários, s/n°
Informações: 24-2235 3833
e-mail: theatrodpedro@petropolis.rj.gov.br

  • 21/07 sábado 20h – Casa de Cultura de Nova Friburgo.

Endereço: Casa de Cultura de Nova Friburgo (prédio do antigo Fórum), localizada na Praça Getúlio Vargas, região central da cidade.

  • 22/07 domingo 16h – Igreja da Candelária.

Endereço: Praça Pio X, s/nº – Centro.
Informações: 2233-2324

  • 23/07 segunda-feira 18h30m – Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema.

Endereço: Rua Visconde de Pirajá, 339 – Ipanema  Rio de Janeiro – RJ,

Informações: 21 2523-4543

  • Brasil:
  • Datas – Locais

24.7. Vitoria
25.7.  Vitoria
26.7. São Paulo
27.7. São Paulo

  • Mais informações sobre o grupo Vokalzeit, agenda do Brasil ou para ouvir as músicas, acesse:

http://www.vokalzeit.de/engl/sites/down.htm

  • O repertório pode ser acessado em:

http://www.vokalzeit.de/downloads/programm_e2.pdf

  • Galeria de CDs, acesse em:

http://www.vokalzeit.de/downloads/cd_engl.pdf

Entrevista: Cláudio Barbosa
Intérprete: Rosana Martins
Fotos: Rosana Martins e Cláudio Barbosa
Assessora: Cristina Silder
Fonte: Vokalzeit

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Principais acessados

  • Nenhum

Revista Eletrönica Null

Revista Eletrönica Null

Digite seu e-mail para receber notificações em seu correio eletrônico.

Junte-se a 126 outros seguidores

Sally's Serenity Spot

My Spiritual Journey

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d blogueiros gostam disto: